"PEGADAS NA AREIA 2"
paródia por Rodrigo Girão
original de Mary Stevenson

Uma noite eu tive um sonho...

Sonhei que estava andando na praia com Deus, e através do céu passavam cenas da minha vida. Para cada cena que se passava, percebi que era deixado apenas um par de pegadas na areia, que eram as minhas, mas onde estavam as pegadas de Deus? Ou, mais precisamente: onde estava Deus? Ele havia desaparecido! Continuei caminhando, esperando reencontrá-lO em algum momento.

Quando a última cena da minha vida passou diante de mim, eu ainda não havia reencontrado-O. Olhei para trás, para as pegadas na areia e notei que havia apenas um par de pegadas tão longe quanto eu podia ver, mesmo bem antes do momento em que percebi sua ausência. Mesmo antes do momento em que comecei minha caminhada.

Deus não estava ali. Ele nunca estivera. Tudo havia sido uma ilusão. Eu estive só por toda a minha caminhada. Isto me assustou um pouco, mas ao mesmo tempo me deixou orgulhoso: se Ele nunca esteve lá, tudo que eu consegui foi por meu próprio esforço.

Olho para minhas mãos e percebo que elas escrevem meu destino. Eu determino meus caminhos, e não uma divindade qualquer. Pela primeira vez em toda a minha vida, ao ver a verdade, posso sentir que sou realmente livre.